Blackrock e Vanguard a estrutura piramidal e a falsa ideia de mercado livre

Reproduzir vídeo

Um trabalho de Investigação relacionado com a estrutura piramidal de controlo, onde são ilustradas as dimensões totalizantes destas duas empresas. Um trabalho muito importante e urgente de ser visualizado e disseminado. 

No respetivo vídeo, todas as informações evidenciadas são facilmente constatadas, pois estão disponíveis e acessíveis na Yahoo finance. Vejam e partilhem com quem se está a cansar das sombras e indicia vontade de escapar da caverna.

O Século do Ego - The Century of the Self por Adam Curtis

Reproduzir vídeo

O Século do Ego (The Century of the Self – BBC) é um documentário de Adam Curtis em 4 episódios que aborda a forma como as teorias de Sigmund Freud, a sua filha Anna Freud, e o seu sobrinho, Edward Bernays, foram usadas por governos e empresas multinacionais para controlar e manipular as massas. 

Baseando-se nos conhecimentos de psicanálise de seu tio, Edward Bernays desenvolveu ao longo do século passado, as mais variadas técnicas de manipulação de massas, desde convencer as mulheres a fumarem, associando o ato à emancipação feminina, ou, usar o inconsciente humano apelando à sua irracionalidade para desenvolver a sociedade de consumo em que vivemos atualmente. 

O Século do Ego é um documentário essencial para quem pretende entender como as nossas vidas são afetadas pela propaganda, e como os governos e empresas usam estas técnicas para conseguir os seus objetivos políticos ou comerciais. 

A Obra de Sigmund Freud sobre o tenebroso mundo do subconsciente mudou o mundo. Com a introdução de uma técnica para sondar a mente inconsciente, Freud forneceu ferramentas úteis para entender os desejos secretos das massas. Inconscientemente, a sua obra serviu como precursora para um mundo cheio de doutores políticos, magnatas, marketing e a crença da sociedade de que a procura incessante da satisfação e felicidade é o objetivo último do homem.

The Money Masters

Reproduzir vídeo
A história de como os Bancos Privados se tornaram a mais poderosa e infame dominação do mundo. Aborda o papel dos bancos na história e atualmente. Vindo desde a criação das primeiras Casas de Moeda na antiga Roma até hoje em dia. Como os bancos controlam as nações, impelindo-as às guerras e escravidão do povo através de dívidas e juros para pagá-las. 
 
O que as principais guerras na Europa e o resto do mundo, desde Napoleão à Segunda Guerra Mundial tem em comum? Tudo isso é abordado exaustivamente num documentário mais do que completo sobre a milenar história da nossa escravidão pelo sistema monetário dos banqueiros. 
 
Bill Still é um ex-editor e redator de jornal. Escreveu para os jornais USA Today, The Saturday Evening Post, the Los Angeles Times Syndicate, OMNI magazine, etc. Escreveu 22 livros e dois vídeos documentários. Em 1996 produziu o documentário aclamado “The Money Masters/Os Mestres do Dinheiro” (www.themoneymasters.com) que previu os eventos económicos que decorreram. Coordenado pelo economista vencedor do prémio Nobel, Milton Friedman, este é considerado o trabalho clássico sobre a reforma monetária.

Hipernormalização

Reproduzir vídeo

Documentário do cineasta Adam Curtis. O filme argumenta que desde a década de 1970, os governos, o mercado financeiro e os tecnocratas desistiram do complexo “mundo real” em prol de um “mundo falso”, mais simples, comandado pelas corporações e controlado pelos políticos.

Loose Change

Reproduzir vídeo

Loose Change é um filme documental ou documentário de 2007, escrito e dirigido por Dylan Avery, e produzido por Korey Rowe com Jason Bermas.

Baseia-se em fatos e evidencia alegadas anomalias percebidas no registro histórico dos atentados contestando a versão oficial dos factos dos atentados de 11 de Setembro a apresentando possíveis explicações sobre o que realmente aconteceu a 11 de setembro de 2001.

O filme original foi editado e re-editado como Loose Change: 2nd Edition e voltado a editar uma terceira vez para o 2nd Edition Recut, cada vez se focando mais em algumas áreas especificas, corrigindo algumas inexactidões e retirando o material protegido por copyrights. Loose Change Final Cut foi lançado em DVD e na Web por streaming no dia 11 de Novembro de 2007 e supostamente, como até o nome o sugere, seria a versão final. Mas no dia 22 de Setembro de 2009 é lançado Loose Change 9/11: An American Coup tendo passado mais tarde na RTP 2.

The Spider´s Web: Britain´s Second Empire

Reproduzir vídeo

Com o fim do império, os interesses financeiros da cidade de Londres criaram uma rede de jurisdições secretas que capturavam a riqueza de todo o mundo e a escondiam numa rede de ilhas. Hoje, até metade da riqueza offshore global está escondida nas jurisdições britânicas. Sendo que a Grã-Bretanha e as suas dependências são os maiores atores globais no mundo das finanças internacionais.

The Stanford Prison Experiment

Reproduzir vídeo

A Experiência da Prisão de Stanford foi uma experiência psicológica destinada a investigar o comportamento humano numa sociedade na qual os indivíduos são definidos apenas pelo grupo. A experiência envolveu a atribuição, dos voluntários que concordaram em participar, a papéis de guardas e prisioneiros numa prisão simulada. Foi realizado em 1971 por uma equipe de pesquisadores liderada pelo professor Philip Zimbardo, da Universidade Stanford. Os resultados inesperados foram tão dramáticos que a experiência teve que ser interrompido antes de sua conclusão.

Zimbardo visa algumas ideias do estudioso francês Gustave Le Bon do comportamento social, em particular a teoria da desindividualização, que argumenta que os indivíduos de um grupo coeso, constituindo uma multidão, tendem a perder a sua identidade pessoal, consciência e senso de responsabilidade, alimentando o surgimento de impulsos anti-sociais. Este processo foi analisado pela famosa experiência, realizada no verão de 1971 no porão do Instituto de Psicologia da Universidade de Stanford, em Palo Alto, onde foi fielmente reproduzido o ambiente de uma prisão.
Embora às vezes questionada pela sua metodologia e rigor científico, através desta experiência é facilmente possível estabelecer paralelos históricos ou até perante o panorama social atual, acerca da falibilidade da natureza humana e a integração dos indivíduos num sistema e ambiente de ostracização e desumanização dos seus semelhantes. 

Experimenter : Stanley Milgram, o Psicólogo que abalou a América” é um filme de Michael Almereyda protagonizado por Peter Sarsgaard que retrata a experência conduzida pelo Psicólogo social Stansley Milgram nos anos 60.

Experiência de Milgram (ou Experimento de Milgram) foi uma experiência científica que tinha como objectivo responder à questão de como é que a generalidade das pessoas observadas tendem a obedecer à autoridade, mesmo que as suas ordens contradigam o bom-senso individual. No final da Segunda Guerra Mundial, emergiu a questão de como pessoas aparentemente saudáveis e socialmente bem-ajustadas puderam cometer as atrocidades que ocorreram: assassinatos, torturaabusos contra civis e outros crimes contra a humanidade. O objetivo da experiência de Milgram foi verificar a obediência e o efeito da autoridade na capacidade do sujeito prejudicar outro ser humano ou a incapacidade deste de questionar a autoridade ou insurgir-se contra esta[3].

A experiência pretendia inicialmente explicar os crimes do tempo do Nazismo. Em 1964, Milgram recebeu por este trabalho o prémio anual em psicologia social, atribuído pela American Association for the Advancement of Science[2]. Os resultados da experiência foram apresentados no artigo Behavioral Study of Obedience no Journal of Abnormal and Social Psychology (Vol. 67, 1963 Pág. 371-378) e, posteriormente, no seu livro Obedience to Authority: An Experimental View 1974.

Os resultados foram surpreendentes.